Ouça agora na Rádio

Ouça agora

Família de Campo Erê pede ajuda para tratamento de saúde de Leandro Brunetto

Reprodução – Portal Peperi

Postado em 22/06/2021 por

Compartilhe Agora

No dia 25 de maio, Leandro foi diagnosticado com Covid-19. Desde então não passou bem e voltou a consultar, foi medicado e retornou para casa.

Dia 28 continuou ruim e voltou ao hospital em Campo Erê, onde a equipe médica trocou a medicação, dia 29 a noite começou a ter crises de falta de ar, voltou ao hospital e precisou fazer uso de oxigênio para auxiliar na respiração. Dia 30 foi transferido para o Hospital da Fundação em São Lourenço do Oeste. No dia 31 de maio fez o exame que acusou mais de 50% de comprometimento dos pulmões, e já foi encaminhado para o Hospital Regional de Chapecó.

Lá permaneceu fazendo uso de oxigênio por três dias na enfermaria e depois precisou ser entubado, pois a máscara de oxigênio já não era suficiente.

Seguiu com o tratamento sedado e intubado. Na primeira semana de intubação, fez uso também de uma vacina que segundo pesquisas têm trazido resultados positivos para os pacientes acometidos pelo vírus. A vacina chamada Tocilizumabe custou 16 mil e quinhentos reais. Ela é um anticorpo monoclonal recombinante do subtipo IgG1, capaz de neutralizar os efeitos da IL-6 no organismo.

Depois da aplicação dessa vacina, o estado de saúde ficou estável, não progredindo os danos no pulmão. Mas nesse período ele teve algumas intercorrências, como um sangramento no pulmão e uma infecção de uma bactéria chamada Acinetobacter, entre outras intercorrências que foram revertidas pelos médicos, com exceção dessa bactéria que precisa de medicamentos específicos.

Na última sexta-feira, 18, familiares puderam visitar Leandro, e o médico sugeriu que ele fizesse uso de alguns antibióticos para combater essa bactéria. Três nomes foram repassados, mas no entanto, por falta de matéria prima para fabricação do remédio, no Brasil não está sendo possível encontrar. Fora do país, a família conseguiu um dos medicamentos receitados que é a Colistina. Leandro precisa de 42 ampolas e cada uma custa R$ 240, 00.

Quem puder ajudar as famílias Brunetto e Aurélio agradecem, e esperam que fazendo uso desse remédio, ele consiga melhorar e voltar para casa.

Leandro é morador de Campo Erê desde que nasceu, é casado e tem um filho de três anos.

Segue link da Vakinha virtual feita para arrecadar valores:

https://www.vakinha.com.br/vaquinha/compra-antibiotico-covid

Deixe um comentario

Estamos felizes por você ter optado por deixar um comentário. Lembre-se de que os comentários são moderados de acordo com nossa política de comentários.