public Notícia
Home/ Notícia
public Notícia

Adolescente encontrada amarrada em SC teria sido morta por estrangulamento, diz MPSC

Foto: NSC TV/Reprodução

O adolescente de 15 anos suspeito de participação na morte de Ana Kemilli, de 14 anos, teve a internação determinada pela Justiça na noite desta sexta-feira (12) e foi levado para um Centro de Atendimento Socioeducativo Provisório (Casep). Segundo o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), a garota encontrada amarrada em uma árvore em Campo Belo do Sul, na Serra catarinense, teria sido morta por estrangulamento.

Ele deve ficar internado por 45 dias, até que o processo seja concluído. “É o tempo máximo de internação de um adolescente infrator sem sentença definitiva”, informou o MPSC.

A vítima desapareceu na segunda-feira (8), e no dia seguinte, o rapaz suspeito também desapareceu. Até aquele momento, a polícia não confirmava se havia relação entre os desaparecimentos.

O corpo da menina foi encontrado na quarta-feira (10) e não tinha sinais aparentes de violência ou violência sexual. Ela estava amarrada a uma árvore. No início da tarde de quinta-feira (11), o adolescente se apresentou à polícia e admitiu participação na morte da garota.

O suspeito não informou motivação nem deu detalhes sobre o crime à polícia, que acredita na possibilidade de haver mais pessoas envolvidas, mas ainda deve investigar. De acordo com a Polícia Civil, ele não tinha antecedentes criminais.

‘Nunca fez nada a ninguém’, diz tia

Amigos e familiares realizaram um protesto pedindo justiça pela morte da adolescente por volta das 22h de quinta-feira (11) em Campo Belo do Sul. De acordo com Karin Morena, tia da adolescente, cerca de 400 pessoas acompanharam a chegada do corpo da jovem, que estava no Instituto Médico Legal (IML) de Lages.

Os participantes do protesto seguiram a pé o carro da funerária até a capela mortuária do Cemitério Municipal e levavam cartazes com frases como “Até quando isso” e “#JustiçaAna”. A vítima foi enterrada na manhã de sexta no Cemitério Municipal da cidade.

“Minha sobrinha nunca fez nada a ninguém e mesmo assim mataram ela sem dó nem piedade”, disse Karin.

Desaparecimento

Segundo o Corpo de Bombeiros, a adolescente sumiu por volta das 16h de segunda-feira, depois de sair com duas amigas. Ela teria deixado as conhecidas em casa e, no percurso de volta, desapareceu.

Após a família entrar em contato com a polícia, o 5º Batalhão de Bombeiros Militar, de Lages, na mesma região, iniciou as buscas com auxílio de cães farejadores.

Na tarde de quarta-feira (10), a guarnição encontrou uma sandália usada pela garota. Logo depois, moradores da região acionaram a Polícia Civil após localizarem o corpo da menina em uma área de mata no interior do município.

Fonte: G1 Santa Catarina

  • message
    Postado por
    Estação FM
  • today
    Data
    13/02/2021
  • folder
    Categoria
    Santa Catarina
  • code
    Feito por
    Sistema Plug
Copyright © 2021 Sistema Plug Todos os direitos reservados
Desenvolvimento Web Plug | J.S
Copyright © 2021 | Sistema Plug
Desenvolvido | Web Plug